Tratamento do zumbido com a trazodona

Tratamento do zumbido com a trazodona

Título alternativo Tinnitus treatment with trazodone
Autor Dib, Gabriel Cesar Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cruz, Oswaldo Laércio Mendonça Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: Evaluate if the Trazodone, an antidepressant, which modulates serotonin at central neuronal ways, is effective in controlling tinnitus. Method: Prospective, double-blind, randomized and placebo-controlled study, performed at the Otolaryngology ambulatory of the Otolaryngology and Head and Neck Department of the Federal University of São Paulo – Escola Paulista de Medicina – UNIFESP – EPM, with tinnitus patients. 85 patients were analyzed between February and June of 2005. 43 have received trazodone and 42 placebo, for the period of 60 days. The clinical criteria of analysis were intensity, discomfort and effects in life quality caused by tinnitus, by an analogical scale, with degrees between 0 to 10, given by the patients before and after the use of the drug or placebo. We compared the relation between audiometric profile, sex, age equal or over 60 years and intensity level before treatment and the responses after treatment. Statistical analysis was performed. Results: the studied groups were homogeneous in the evaluated criteria. There was in both groups significant decrease of intensity, discomfort and life quality caused by tinnitus before treatment, nevertheless no significant difference was observed in drug and placebo groups. There was an indication that the drug was associated with higher discomfort. No relation between audiometric profile and sex with the clinical criteria was observed after the treatment and there was no significant difference in drug and placebo groups. When the intensity levels of tinnitus before treatment were analyzed, no correlation was observed with higher or lower after treatment. Patients with age equal or over 60 years had obtained improvement in the criteria analyzed after treatment. Conclusion: The trazodone had no efficient effects in controlling tinnitus in the patients evaluated with the doses utilized.

Objetivo: Avaliar se a Trazodona, antidepressivo modulador da serotonina nas vias neuronais centrais, atua positivamente no controle do zumbido. Método: Foi realizado estudo prospectivo, duplo-cego, randomizado e controlado com placebo em pacientes com queixa de zumbido do ambulatório de Otorrinolaringologia do Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina - UNIFESP - EPM. Oitenta e cinco pacientes foram avaliados entre fevereiro e junho de 2005, sendo que 43 pacientes receberam droga e 42 placebo, pelo período de 60 dias. Os critérios clínicos de análise foram intensidade, efeito sobre a qualidade de vida e grau de incômodo devido ao zumbido, através de escala analógica com notas de O a 10 dadas pelos pacientes antes e após o uso da trazodona ou placebo. Foram avaliados a relação entre perfil audiométrico, sexo, idade igualou maior a 60 anos e nível de intensidade antes do tratamento e o resultado dos critérios de análise. Foi realizado estudo estatístico dos dados obtidos. Resultados: Os grupos estudados foram homogêneos quanto ao critérios avaliados. Em ambos grupos houve melhora significante da intensidade, qualidade de vida e incômodo causados pelo zumbido após o tratamento, porém não houve diferença significativa entre os grupos droga e placebo. Houve um indício de que a droga esteve associada a um incômodo maior. Não houve relação entre o perfil audiométrico e o sexo com as respostas de intensidade, incômodo e efeito sobre a qualidade de vida antes e após o tratamento. Não houve diferença significante entre os grupos droga e placebo. Com relação aos níveis de intensidade do zumbido maior ou menor no pré-tratamento, não foi observado correlação entre o nível de intensidade inicial com melhora após o tratamento. Quando se avaliou os critérios clínicos na faixa etária de idade maior ou igual a 60 anos, se obteve melhora nos níveis de intensidade, incômodo e efeito sobre a qualidade de vida após o tratamento. Houve maior redução destes fatores no grupo placebo. Conclusão: A trazodona não foi eficiente no controle do zumbido dos pacientes avaliados, na dose utilizada.
Palavra-chave Trazodona
Neurotransmissores
Zumbido
Trazodone
Neurotransmitter agents
Tinnitus
Serotonina
Serotonin
Idioma Português
Data de publicação 2006-12-31
Publicado em DIB, Gabriel Cesar. Tratamento do zumbido com a trazodona. 2006. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10137

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Restrito-0117.pdf
Tamanho: 481.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta