Relação entre os títulos de anticorpos anti LDLox e marcadores do risco cardiovascular

Relação entre os títulos de anticorpos anti LDLox e marcadores do risco cardiovascular

Título alternativo Relationship between titers of anti-oxLDL and markers of cardiovascular risk
Autor Santos, Andreza Oliveira dos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Izar, Maria Cristina de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (cardiologia) - São Paulo
Resumo Objectives: Oxidized lipoproteins and antibodies anti-oxidized LDL (anti-oxLDL) have been detected in human plasma and in atherosclerotic lesions. However, the role of these autoantibodies in the maintenance of health or in the pathogenesis of acute coronary syndromes (ACS) remains unclear. We examined the relationship of human IgG antibodies anti- ox LDL with cardiovascular disease risk markers. Methods: Titers of human anti-oxLDL were measured in hypertensive subjects in stage 1 (n=94) without other risk factors, and in individuals with metabolic syndrome after recent acute coronary syndrome (n=116). Autoantibodies against copper ion oxidized LDL were measured by ELISA. Results: Hipertensive patients presented lower BMI, waist circunference, higher blood pressure levels than those with ACS (p<0.001). HDL-C and Apo A1 were higher, whereas triglycerides and Apo B were lower in those with hypertension stage 1 (p<0.0001). Anti-oxLDL titers were higher in hypertensive patients compared to those with acute coronary syndromes, and hypertensive patients presented lower hs-CRP than those with ACS (p<0.0001). Taken into account both populations, univariate analysis showed small, but significant inverse correlations between the hs-CRP (r=-0.284), BMI (r=-0.256), waist circunference (r=-0.368), apo B (r= -0.191), and blood glucose (r= - 0.303) and positive correlations between systolic and diastolic blood pressure (r=0.319 and r=0.167, respectively), HDL-C and Apo A1 (r=0.224 and r=0.257, respectively), with anti-ox LDL titers (p<0.02). After multiple linear regression, hs-CRP, fasting glycemia and waist circunference remained independently associated with anti-oxLDL. Conclusions: Our results suggest that low titers of circulating anti-oxLDL antibodies may be associated with increased cardiovascular risk.

Objetivos: As lipoproteínas oxidadas e os anticorpos anti-LDL oxidada (anti-LDLox) têm sido detectados no plasma e em lesões ateroscleróticas em humanos. No entanto, o papel destes autoanticorpos na proteção vascular ou na patogênese das síndromes coronarianas agudas (SCA) permanece não elucidado. Nós examinamos a relação entre os títulos de IgG humana anti-LDLox com marcadores de risco para a doença cardiovascular. Métodos: Títulos de autoanticorpos anti-LDLox foram mensurados em indivíduos portadores de hipertensão arterial em estágio 1 (n=94), sem outros fatores de risco, e em indivíduos com síndrome metabólica após recente síndrome coronariana aguda (n=116). Os autoanticorpos contra a LDL oxidada pelo cobre foram avaliados por ELISA. Resultados: pacientes com hipertensão arterial apresentaram menor índice de massa corpórea e circunferência abdominal, maiores níveis de pressão arterial sistólica e diastólica quando comparados aos portadores de SCA (p<0,001). O HDL-C e a Apo A1 foram maiores, enquanto os triglicérides e a Apo B foram menores nos pacientes do grupo hipertensão em estágio 1 (p<0,0001). Os títulos de anticorpos anti-LDLox foram maiores no grupo hipertensão comparados aos do grupo SCA, e os hipertensos do primeiro grupo apresentaram níveis de PCR menores do que indivíduos com SCA (p<0,0001). A análise conjunta de ambos os grupos mostrou, em análise univariada, significante correlação inversa para a PCR (r=-0,284), IMC (r=-0,256), circumferência abdominal (r=-0,368), apo B (r=-0,191) e glicemia (r=-0,303) e correlações positivas entre pressão arterial sistólica e diastólica (r=0,319 e r=0,167, respectivamente), HDL-C e Apo A1 (r=0,224 e r=0,257, respectivamente), com os títulos de anticorpos anti-LDLox (p<0,02). Regressão linear múltipla mostrou que a PCRas, glicemia e circunferência abdominal permaneceram independente e negativamente associados com os títulos de anticorpos anti-LDLox. Conclusões: nossos resultados sugerem que os títulos baixos de anticorpos circulantes anti-LDLox possam estar associados com maior risco cardiovascular.
Palavra-chave LDL oxidada
Anticorpos anti LDL oxidada
HDL oxidada
Doença da artéria coronariana
Coronary artery disease
Lipoproteínas LDL
Lipoproteins, LDL
Receptors, oxidized LDL
Oxidized HDL
Anti oxidized LDL antibodies
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2008-11-26
Publicado em SANTOS, Andreza Oliveira dos. Relação entre os títulos de anticorpos anti LDLox e marcadores do risco cardiovascular. 2008. 68 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10030

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-082.pdf
Tamanho: 318.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta