Increased exhalation of hydrogen peroxide in healthy subjects following cigarette consumption

Increased exhalation of hydrogen peroxide in healthy subjects following cigarette consumption

Autor Guatura, Sandra Baltazar Autor UNIFESP Google Scholar
Martinez, José Antônio Baddini Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Patricia Cincotto dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Manuel Lopes dos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
University of São Paulo Medical School of Ribeirão Preto Department of Medicine
Resumo CONTEXT: Increased hydrogen peroxide has been described in the expired breath condensate (H2O2-E) of several lung conditions, such as acute respiratory distress syndrome, chronic obstructive pulmonary disease and asthma. This technique has been advocated as being a simple method for documenting airway inflammation. OBJECTIVE: To evaluate H2O2-E in healthy cigarette smokers, and to determine the acute effects of the consumption of one cigarette on H2O2-E levels. TYPE OF STUDY: Prospective, controlled trial. SETTING: A pulmonary function laboratory in a University Hospital. PARTICIPANTS: Two groups of healthy volunteers: individuals who had never smoked (NS; n=10; 4 men; age = 30.6 ± 6.2 years) and current cigarette smokers (S; n=12; 7 men; age = 38.7 ± 9.8). None of the volunteers had respiratory symptoms and all showed normal spirometric tests. INTERVENTION: Expired air was collected from all volunteers through a face mask and a plastic collecting system leading into a flask with dry ice and pure ethanol. Samples from the group S were collected twice, before and half an hour after the combustion of one cigarette. MAIN MEASUREMENTS: Expired hydrogen peroxide using the Gallati and Pracht method. RESULTS: The S and NS groups showed comparable levels of H2O2-E at basal conditions [NS = 0.74 muM (DP 0.24) vs. S = 0.75 muM (DP 0.31)]. The smokers showed a significant increase in H2O2-E levels half an hour after the consumption of only one cigarette [0.75 muM (DP 0.31) vs. 0.95 muM (DP 0.22)]. CONCLUSION: The present results are consistent with the concept that smokers increase oxidative stress with elevated production of reactive oxygen species, contributing to the development of smoking-related disorders.

CONTEXTO: Elevações do peróxido de hidrogênio exalado (H2O2-E) tem sido descritas em diversas doenças pulmonares tais como a síndrome do desconforto respiratório agudo, doença pulmonar obstrutiva crônica e asma. Essa técnica tem sido preconizada como um método simples capaz de refletir inflamação ao nível das vias aéreas. OBJETIVO: Avaliar os níveis de H2O2-E em indivíduos normais e determinar os efeitos agudos do consumo de um cigarro sobre seus valores. TIPO DE ESTUDO: Ensaio clínico, prospectivo, controlado. LOCAL: Laboratório de função pulmonar de um Hospital Universitário. PARTICIPANTES: Dois grupos de voluntários sadios: indivíduos que nunca fumaram [NS; n = 10; 4 homens; idade = 30,6 anos (DP 6,2)] e indivíduos fumantes atuais [S; n = 12; 7 homens; idade = 38,7 anos (DP 9,8)]. Todos os voluntários não apresentavam sintomas respiratórios e exibiam testes espirométricos dentro da normalidade. INTERVENÇÃO: Ar expirado foi coletado de todos os voluntários utilizando-se uma máscara facial e um sistema colocado em um frasco com gelo seco e etanol absoluto. Amostras do grupo S foram coletadas duas vezes, antes e meia hora após o consumo de um cigarro. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Peróxido de hidrogênio expirado utilizando-se o método de Gallati e Pracht. RESULTADOS: Ambos os grupos mostraram níveis comparáveis de H2O2-E em condições basais [NS = 0,74 miM (DP 0,24) vs. S = 0,75 miM (DP 0,31)]. Os fumantes mostraram um aumento significante dos níveis de H2O2-E meia hora após o consumo de apenas um cigarro [0,75 miM (DP 0,31) vs. 0,95 miM (DP 0,22)]. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos estão de acordo com o conceito de que o consumo de cigarros aumenta o estresse oxidativo com produção elevada de espécies reativas do oxigênio (ROS) contribuindo para o desenvolvimento de doenças relacionadas ao tabagismo.
Palavra-chave Hydrogen peroxide
Smoking
Free radicals
Peróxido de hidrogênio
Tabagismo
Radicais livres
Idioma Inglês
Data de publicação 2000-07-06
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 118, n. 4, p. 93-98, 2000.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 93-98
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802000000400004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31802000000400004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1003

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802000000400004.pdf
Tamanho: 143.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta