Relação entre a função pragmática da linguagem e compreensão de textos

Relação entre a função pragmática da linguagem e compreensão de textos

Autor Carvalho, Carolina Alves Ferreira de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Chiari, Brasilia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To investigate the performance of students from public and private schools using decode tests, reading comprehension and pragmatic language according to their grade and educational system, and the potential correlation between reading comprehension and the pragmatic function of language. Method: 160 students (59.0% of girls) from the 3rd to 6th grades of Ensino Fundamental (primary school) were screened and evaluated for word reading, pseudowords and text (decode), reading comprehension and pragmatic language – Test of Pragmatic Language (TOPL). Results: In a general analysis of the speed and accuracy in reading tasks with word, pseudowords and text, the comparisons provided an evidence of a statistically significant difference (0.001; 0.001; 0.024; 0.006; 0.002; and 0.004, respectively), with better results displayed by private schools. Differences were found in the analysis of the grade variable. The evaluation of comprehension proved a better performance of answers to implicit questions and total of hits with students from private schools (0.002; 0.002, respectively). There was no significant difference between the educational systems regarding the pragmatic evaluation of language (raw score – p value = 0.283). The performance in pragmatic function of language and the reading comprehension were significantly correlated, and most of the values obtained from the analysis ranged between 0.22 and 0.32. Conclusion: Students from the private schools had a better performance regarding speed and accuracy in the first grades and a better performance when answered questions related to implicit information in the text for the 5th and 6th grades, when compared against students from public schools. Students from private schools had better results of speed and accuracy while reading texts and isolated items, as well as comprehension when replying to implicit knowledge questions, when the grade was not took into account. Regarding the pragmatic function of language, the students did not present differences in the performance of the tasks that evaluated it, no matter their grade or the type of school. The statistical analyses indicated the presence of a correlation between that function and the performance in reading comprehension.

Objetivo: Investigar o desempenho de escolares das redes pública e particular em provas de decodificação, compreensão de leitura e de linguagem pragmática segundo a série e a rede de ensino e a possível correlação entre a compreensão de textos e a função pragmática da linguagem. Método: 160 escolares (59,0% meninas) de 3ª a 6ª séries do Ensino Fundamental, foram triados e avaliados em leitura de palavras, pseudopalavras e texto (decodificação), compreensão de texto e linguagem pragmática - Test of Pragmatic Language (TOPL). Resultados: Na análise geral da velocidade e acurácia em tarefas de leitura de palavras e pseudopalavras e texto, as comparações mostraram haver diferença estatisticamente significante (0,001; 0,001; 0,024; 0,006; 0,002 e 0,004, respectivamente) com melhores desempenhos da rede particular. Diferenças foram encontradas na análise da variável série. A avaliação da compreensão mostrou melhor desempenho nas respostas às questões implícitas e no total de acertos dos escolares da rede particular (0,002; 0,002, respectivamente). Não houve diferença significante entre as redes de ensino à avaliação pragmática da linguagem (escore bruto – p valor = 0,283). O desempenho em tarefas de função pragmática da linguagem e a compreensão de textos mostraram-se correlacionados significativamente sendo que a maior parte dos valores obtidos na análise variou entre 0,22 e 0,32. Conclusão: Os escolares da rede particular apresentaram melhor desempenho de velocidade e acurácia nas séries iniciais e melhor desempenho ao responderem questões relacionadas a informações implícitas do texto nas 5ªs e 6ªs séries quando comparados aos escolares da rede pública. Os escolares da rede particular apresentaram melhores resultados de velocidade e acurácia na leitura de textos e itens isolados e de compreensão ao responderem questões de conhecimento implícito, quando não se levou em consideração a série. Quanto à função pragmática da linguagem os escolares não mostraram diferenças de desempenho nas tarefas que a avaliaram, independentemente da série ou rede de ensino. As análises estatísticas indicaram a presença de correlação entre essa função e o desempenho na compreensão de leitura de texto.
Palavra-chave Compreensão
Ensino
Linguagem
Idioma Português
Data de publicação 2008-01-30
Publicado em CARVALHO, Carolina Alves Ferreira de. Relação entre a função pragmática da linguagem e compreensão de textos. 2008. 147 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 147 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10025

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10025.pdf
Tamanho: 879.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Restrito_10025.pdf
Tamanho: 4.569MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta